Inflenciadores, creators e a ilusão dos números

20 de setembro de 2016 | content marketing, Internet

11/09/16 - Festival do Clube 2016 - São Paulo - SP

Um dos debates mais bacanas que aconteceu no Festival do Clube de Criação (de 10 a 12 de setembro) na Cinemateca Brasileira, em São Paulo, tratou de um tema muito em alta: influenciadores. As marcas estão ouriçadas e tentando levar suas mensagens por meio deles a uma audiência numerosa. Mas até que ponto isso funciona plenamente no ambiente digital ou é só uma tentativa forçada de se replicar métricas do offline?

Os participantes do debate chamaram atenção para o momento em que vivemos uma revolução cultural, criativa e comportamental. Uma das primeiras ponderações dos painelistas foi explicar os termos influencer e creator. O creator é aquele que produz conteúdos. O influencer é aquele que usa as redes como mídia. “A gente não compra a audiência. Compra a relação que o influenciador estabelece com a marca”, destacou Bia Granja, cofundadora e curadora do youPIX.

Se vira mídia perde a autenticidade?

Márcia Esteves, COO da Grey, ressaltou que anunciantes e agências ainda precisam entender e respeitar a forma dos creators de desenvolver os conteúdos para colher melhores resultados. Esse sistema de mil ajustes e aprovações não funciona tão bem nesse formato. O publicitário e Instagrammer Rafael Mantesso, que ganhou audiência com um trabalho artístico envolvendo desenhos e o cachorro Jimmy, disse que o ideal para um creator é trabalhar normalmente sem pensar muito no perfil da audiência. “Não é para ser mídia. O Instragram abriu recentemente alguns dados estatísticos para mim e eu odiei. Odeio ter acesso às estatísticas”, disse, contando que isso interfere bastante na produção.

Para Vitor Knijik, CEO da Rede Snack, os anunciantes vivem o abalo da perda do protagonismo. “Essa mudança de deixar de ser protagonista não é fácil. É muito difícil para as marcas se posicionarem em relação ao conteúdo. Não é fácil. Tem caixas de comentários, interação. A relação de transparência também tem que aumentar nesse modelo”, observou.
Veja também o texto sobre produção de conteúdo multitela com base em debate no Festival do Clube de Criação.

Ainda vai ter mais um post com ideias e insights randômicos do Festival do Clube de Criação. Aguarde!